20 de dezembro de 2017

Feminicidio: A mais bruta forma de violência

  Olá gente, tudo bem? Hoje venho aqui falar de mais uma das diversas formas de violência contra a mulher e sem dúvida a mais bruta, o feminicidio. Feminicidio pode ser entendido simplesmente como o assassinato de uma mulher em razão do seu sexo, e apesar de ser considerado um crime hediondo isso não contribui para a diminuição das estatísticas alarmantes de mulheres assassinadas no Brasil, principalmente por seus companheiros.
  Um caso recente que posso relatar é o da jovem Daiane Reis, ela tinha 25 anos de idade e estava grávida, Daiane foi assassinada com um tiro na nuca por seu atual companheiro e pai da filha que esperava. O corpo da jovem foi sepultado nesta segunda feira, dia 18, mesmo dia em que Daiane daria a luz ao seu bebê. Mas o que levou este homem a tamanha crueldade? Segundo ele, o motivo do assassinato foi mensagens que ele havia lido no whatsapp de Daiane, sim gente, uma mensagem no celular dessa mulher foi a razão para que este monstro ceifasse a vida dela e de seu bebê que nem teve a chance de nascer.
Feminicidio: A mais bruta forma de violência

  Várias suposições podem ser levantadas quanto as razões que levam os homens a assassinarem suas companheiras, mas o principal que podemos apontar é o sentimento de posse, a ideia de ter poder sobre sua mulher e a qualquer indicio de uma fuga desse controle que julga ter, o “companheiro” acaba a violentando, espancando e muitas vezes assassinando sua mulher, como foi o caso de Daiane. A principal ideia que devemos levantar é porque isso continua acontecendo com tanta frequência, porque, apesar das leis, apesar do empenho das mulheres em lutar contra qualquer forma de violência, porque, apesar de tudo isso, esses episódios continuam acontecendo. Eu só consigo pensar em uma palavra: crueldade.

Feminicidio: A mais bruta forma de violência

  E agora vem a pergunta crucial, o que podemos fazer para diminuir os casos de feminicidio no Brasil? Continuar lutando, e isso serve para homes e mulheres ouviu? Devemos continuar falando, gritando, garantindo que esses monstros paguem pelos crimes cometidos e que nenhuma mulher morta seja deixada no esquecimento, pois nessas mulheres habitavam sonhos, planos, desejos, vontades que nunca serão realizadas pois um homem decidiu que elas não deveriam mais viver, isso não pode mais acontecer, isso não pode mais ser visto como algo “normal” perante a essa sociedade doente, algo deve ser feito, algo já foi feito, mas ainda há muito a fazer e juntos faremos muito mais, lute você também contra o feminicidio!

  É isso pessoal, sei que havia deixado o blog de lado mas pretendo voltar com força total agora, espero que tenham gostado da publicação e não deixem de comentar aqui embaixo e me seguir aqui do lado tá? Isso dá um incentivo enorme, obrigado para você que leu até aqui e até a próxima! 

Fontes:

Nenhum comentário:

Postar um comentário